A Operação Integrada Rodovida envolve a União, Estados e Municípios no enfrentamento à violência no trânsito

A Polícia Rodoviária Federal intensificou suas ações desde o início de dezembro de 2014, esforço esse que tem como objetivo a redução nos índices de acidentes, principalmente, com redução nos acidentes com vítimas fatais, nas rodovias federais dos estados de Rondônia e Acre.

De acordo com o levantamento preliminar de Ano Novo, entre o sábado após o Natal (27) e a quinta-feira (1º), houve uma queda de 50% no índice de acidentes graves, o que levou a uma redução de 34% nos números de feridos, comparando o período de 28/12/2013 a 02/01/2014 e 27/12/2014 a 01/01/2015. Apesar das reduções, muitas famílias começaram 2015 em luto, 03 pessoas perderam a vida e outras 34 ficaram feridas em 38 acidentes registrados.

Acidentes Fatais

No dia 31 de dezembro 2014 , por volta das 18h, a equipe de plantão da PRF registrou um acidente com vítima fatal do tipo atropelamento de pessoa, ocorrido em Ariquemes/RO, no km 498 da BR-364. O pedestre de 78 anos faleceu no local. O veículo envolvido C. Trator M. Benz, tentou desviar, segundo o relato da ocorrência.

Terça- feira (30), a equipe de plantão da PRF registrou um acidente com vítima fatal do tipo saída de pista, ocorrido em Comodoro/MT, no km 556 da BR-174, com 03 vítimas, sendo 02 fatais e 01 ferida, envolvendo 01 caminhonete.

Vejo o comparativo dos números da Operação Natal 2014 com a Operação Réveillon 2014/2015 também obtivemos uma queda nos números de acidentes e feridos, conforme tabela:

A ultrapassagem indevida é a grande vilã das rodovias, aponta a inspetora Márcia

Operação Integrada Rodovida 

Pelas características das festas de réveillon, as ações integradas intensificaram as fiscalizações de combate à embriaguez. No período foram fiscalizadas 4.039 pessoas, destas 1.143 realizaram o teste etílico, sendo que 12 condutores foram autuados por dirigir sob efeito de álcool e 05 condutores presos por apresentar índice superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou por se recusar em soprar o etilômetro.

Segundo a inspetora Márcia Félix, a ultrapassagem indevida, a velocidade excedente e a embriaguez ao volante são as grandes vilãs nas rodovias federais. Somadas, essas condutas são responsáveis por um terço das mortes que ocorrem nas BRs. Por essa razão, as ações da Operação Rodovida priorizam a fiscalização dessas infrações e daquelas relacionadas ao uso de motocicletas.

“Buscando incentivar a mudança de atitude dos condutores, além da fiscalização, ações de educação para o trânsito acontecem ao longo das rodovias, alertando os motoristas sobre as graves consequências que uma atitude incorreta pode provocar”, relatou.

A Operação Integrada Rodovida envolve a União, Estados e Municípios no enfrentamento à violência no trânsito durante as comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e Carnaval, quando milhões de brasileiros pegam a estrada. Esse recorte de Ano Novo representa um balanço parcial da Operação, que terá seu resultado final apresentado após o Carnaval.