CORONAVÍRUS: UTI E ENFERMARIA DO “CAR” Em Ariquemes estão 100% ocupados

Aconteceu novamente o que todos temiam, os números dos casos de pessoas contaminadas pelo coronavírus voltaram a aumentar assustadoramente em Ariquemes.

A situação começou a chamar à atenção a partir do início do mês de novembro quando ultrapassamos a casa dos 500 casos positivos. Diante deste quadro a Secretaria Municipal de Saúde, através do seu boletim diário informou que a Unidade de Terapia Intensiva – UTI e a enfermaria do Centro de Afecções Respiratórias –CAR em Ariquemes estão com os seus leitos todos ocupados, ou seja, com a sua capacidade de internação completa, pelos dados fornecidos pela Secretaria não há neste momento leitos disponíveis para a população do município de Ariquemes, inclusive os dados do boletim de Nº 577 estão incompletos, pois não diz quantas pessoas estão internadas na UTI e enfermaria.

No boletim anterior o de Nº 576 havia 33 pessoas internadas, sendo 07 em hospitais particulares, 12 na UTI do CAR (46,6%), 14 na enfermaria do CAR (33,3%), falta agora a Secretaria de Saúde de Ariquemes informar os números que compõem esta lotação máxima do CAR em Ariquemes.

Fato é que estes números com a lotação máxima destes leitos de UTI e enfermaria do Centro de Afecções Respiratórias – CAR em Ariquemes voltam a assombrar e acender na memória uma situação que vivemos em passado bem próximo onde havia fila de espera por um leito, seja na UTI ou enfermaria, o número de óbitos expressivos e é claro o pavor instalado na população. É preciso que medidas sejam tomadas com rapidez, é necessário trazer esta discussão para mesa com o objetivo de evitar o caos, evitar que medidas drásticas novamente tenham que ser tomadas.

Não custa lembrar que a vacinação em nosso município está muito aquém do desejado e este é um fator preponderante para o agravamento da situação, medidas sanitárias na sua grande maioria foi relaxada e o número de pessoas que procuram a vacina encolheu, com isso o número de casos explodiu, até porque tudo esta funcionando sem restrições bares, igrejas, escolas, casas de shows e outros, o distanciamento deixou de existir.

Diante do quadro se faz necessário que o município de Ariquemes através da união de todos busquem uma maneira destes números de pessoas que não foram se vacinar, seja a primeira ou segunda dose busquem sanar esta pendência sob pena da situação se agravar ainda mais e daí medidas drásticas tenham que ser tomadas, urge tomar medidas e buscar soluções para frear o crescimento do aumento de casos do coronavírus no município de Ariquemes.

fonte: focoemnoticia

- Advertisement -
spot_img

Mais notícias +