today-is-a-good-day





Terça-feira, 05 de março de 2024




Homem é acusado de pedofilia e leva surra de populares; vídeo

Um homem de 49 anos, foi preso na manhã deste sábado (10) por suposta importunação sexual contra uma menina de 2 anos de idade. O caso foi registrado em Várzea Grande.

Conforme o registro da ocorrência, o pai da criança contou aos policiais que o cachorro da família escapou para a rua e que ele saiu para buscar o animal, mas quando voltou notou que a criança não estava.

Moradores disseram ao pai que haviam visto um homem empurrando uma moto ao lado da menina.

De posse das vestimentas do homem, a Polícia Militar deu início às diligências para encontrá-lo. Quando ele foi localizado, estava cercado de populares, que inclusive já haviam o agredido.

Ele ainda chegou a reclamar para os policiais que havia sido agredido, mas pela quantidade de pessoas ao redor não foi possível identificar os autores da agressão.

O homem foi levado para a delegacia de polícia para demais providências. A moto dele tinha o licenciamento atrasado e, por essa razão, foi apreendida e recolhida ao pátio municipal.

A criança já estava sob os cuidados da família.

Outro lado

No final da tarde deste sábado (10), a defesa de Osvaldo Aparecido Santiago é informou que ele é pastor evangélico e que a acusação se tratou de um grande equívoco, apesar de o boletim de ocorrência estar registrado como “importunação sexual”.

Leia abaixo a nota na íntegra:

Esclarecimento

Diante dos noticiários veiculados pela imprensa no dia 10/02/2024, em que imputam ao Pr. Osvaldo Aparecido Santiago a prática do crime de “importunação sexual” contra um menina de 2 (dois ) anos, a assessoria jurídica deste acusado, em conjunto com os genitores da criança, vem esclarecer que os fatos alegados trata-se de um equívoco generalizado por má interpretação da real situação.

O acusado é pastor evangélico e estava, sem tocar na criança, acompanhando-a para encontrar o seu pai que havia saído de casa correndo por conta do cachorro que havia fugido.

As interpretações e conclusões dadas aos veículos de comunicação é meramente especulativa e temerária.

O genitor da criança, em declaração por vídeo juntamente com o acusado, ressaltam o equívoco, afirmando que a criança encontra-se bem e sem qualquer indícios de ter sido agredida ou importunada.

Além disso, fica ambos à disposição das autoridades estatais.

Ricieri Tizziani (genitor)

Osvaldo Aparecido Santiago (acusado)

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTERMT


spot_img


Pular para a barra de ferramentas