Rejeição preocupa políticos; Mariana, Jesualdo e Pereira bem na enquete, Ji-Paraná na pesquisa do Centro de Liderança Pública

Ji-Paraná – Matéria publicada esta semana pelo site da “Gazeta do Povo”, de Curitiba, traz pesquisa realizada do Centro de Liderança Pública (CLP) sobre a prioridade pelos municípios às políticas públicas voltadas para o bem-estar da sociedade com o título: “quais as cidades mais competitivas do país. E no que elas precisam avançar”. Barueri (São Paulo) com cerca de 280 mil habitantes, lidera o ranking deste ano em relação ao publicado em 2020. Rondônia está presente somente com Ji-Paraná, que ocupa a 196ª colocação. A cidade rondoniense subiu no ranking da CLP em comparação a 2020, 86 posições, o que não deixa de ser um destaque positivo, apesar das limitações econômico-financeira do País em razão da pandemia.

Campanha? – O empresário Airton Gurgacz, que já foi vice-governador e deputado estadual tem percorrido vários municípios, inclusive a capital participando de encontro regionais e filiando pessoas ao PDT, presidido no Estado, pelo sobrinho, senador Acir Gurgacz. Nas eleições de 2018, Airton não se reelegeu deputado estadual devido as coligações. Somou 8.669 votos, mas não conseguiu permanecer na Assembleia Legislativa (Ale), para um segundo mandato. Pelo trabalho que vem realizando na capital e no interior, principalmente na sua Ji-Paraná, Airton deverá retornar ao legislativo estadual a partir de 2023 sem muitas dificuldades. Quem vive verá…

Enquete – A enquete realizada pelo RONDONIA DINÂMICA iniciada na segunda-feira (22) e encerrada na manhã de ontem questionando o leitor do site, sobre em quem NÃO votaria de maneira nenhuma a governador do Estado em 2022, com opção de dez nomes de maior popularidade no Estado (capital e interior), foi das mais concorridas. Os políticos mais presentes na mídia sofreram enorme rejeição, o que é normal, porque também participam há mais tempo da política. O senador Marcos Rogério (sem partido), que ultimamente esteve nos holofotes nacionais na CPI do Covid-19 teve a maior rejeição com 20%. O experiente ex-governador Ivo Cassol (PP) 19%, e o senador-licenciado (4 meses) para tratamento de saúde, Confúcio Moura (MDB) 18%.

Enquete II – Os nomes que tiveram menos rejeição foram da deputada federal e presidente regional do PSDB, Mariana Carvalho (2%), ex-deputado estadual e ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (2%), do PSB, e o ex-governador e presidente regional do Solidariedade, Daniel Pereira (3%). Nas posições intermediárias o ex-senador Expedito Júnior, que deixou o PSDB e está seguindo para o PSD, obteve 11%, o governador Marcos Rocha (15%), do União Brasil; prefeito da capital Hildon Chaves (5%) do PSDB e o secretário de Agricultura de Porto Velho, Vinicius Miguel (5%), do Cidadania. Caso os nomes sejam confirmados nas convenções partidárias em abril do próximo ano, Marcos Rogério, Confúcio e Cassol terão que reduzirem a rejeição; Marcos Rocha, Vinícius Miguel, Expedito Júnior e Hildon Chaves, manterem os índices. Mariana, Jesualdo e Daniel Pereira, devem priorizar somente na busca dos votos sem a preocupação com a rejeição.

Trator – Os membros da Associação Rio Tamanduá, interior de Jorge Teixeira foi favorecida com emenda parlamentar da deputada estadual Cássia Muleta (Podemos-Jaru), no valor de R$ 400 mil para aquisição de um trator agrícola. A região de atuação da associação é essencialmente agrícola e os produtores têm dificuldades para fortalecer a cadeia produtiva, que terá o trabalho facilitado com o importante equipamento. A maioria das emendas da deputada Cássia Muleta, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Ale) favorece a área agrícola (estradas, pontes) e as cidades (saneamento básico, educação, saúde), “pois a nossa preocupação é com o bem-estar da população”, diz a parlamentar.

Respigo

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Rondônia (Aprosoja-RO), Valdir Masutti Júnior reuniu a entidade no último sábado (20), quando apresentou aos associados a nova diretoria para o biênio 2022/23 que assumirá em janeiro próximo. O novo presidente, Adair José Menegol, já tem um desafio enorme pela frente relativo a safra 2020/23 devido aos altos custos e o possível desabastecimento de adubos e defensivos +++ Menegol lembrou, que a Asprosoja é para todos os produtores de milho e soja, “do arrendatário ao arrendador, independentemente do tamanho da propriedade”. Segundo Menegol, somente “unindo forças vamos conseguir chegar ao nosso objetivo comum” +++ O boletim de terça-feira (22) da Sesau (Saúde) trouxe um número elevado de mortes pelo covid-19 (onze). As informações, extras-oficiais é que seis deles foram imunizados, apenas com a primeira dose, o que demonstra que a vacina é fundamental +++ Outra informação, que espelha a falta de maior compromisso de parte significativa da população com os cuidados para se evitar o coronavírus. O cantor Gustavo Lima vai se apresentar em Porto Velho no próximo dia 3, no Estádio Aluízio Ferreira a partir das 20h e os organizadores adiantaram, que será exigido o comprovante de vacinação +++ Desde o anúncio da obrigatoriedade de as pessoas estarem vacinadas para assistirem o show, aumentaram de forma significativa a busca pela vacina na capital. Boa parte da população é realmente irresponsável.

Por Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

- Advertisement -
spot_img

Mais notícias +