teensexonline.com

Sexta-feira, 12 de julho de 2024








Rondônia supera metas de alfabetização infantil com 65% de alunos alfabetizados na idade certa

Em 2023, Rondônia registrou um marco importante na educação infantil: 65% das crianças em escolas públicas foram alfabetizadas na idade certa, de acordo com o 1º Relatório de Resultados do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada. Esse índice é 40% superior ao registrado em 2021, durante a pandemia de Covid-19, demonstrando um avanço significativo no processo educacional do estado.

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, lançado pelo Ministério da Educação (MEC), visa assegurar que alunos de 6 e 7 anos aprendam a ler e escrever na idade apropriada. Com adesão de 100% dos estados e 99,8% dos municípios, o programa já recebeu mais de R$ 1 bilhão em investimentos. Em comparação com 2019, quando 46% das crianças eram consideradas alfabetizadas, os dados de 2023 representam uma melhoria notável.

Além de ultrapassar a meta estabelecida no último levantamento, Rondônia apresenta uma média de alfabetização de 65%, superior à média nacional de 56%. Sete municípios do estado atingiram mais de 80% de alunos alfabetizados, enquanto apenas cinco ficaram abaixo dos 50%. A avaliação do MEC envolveu 88% dos alunos das redes públicas estaduais do 2º ano do ensino fundamental.

Segundo Eulisson Nogueira, doutorando em Letras – Estudos Literários, o progresso na alfabetização infantil pode ser atribuído ao Pacto Federativo pela Alfabetização na Idade Certa, que inclui investimentos em infraestrutura, programas de apoio e formação de professores municipais.

Desigualdade na Alfabetização

Apesar dos avanços, a desigualdade nos índices de alfabetização persiste. Nacionalmente, 64% das crianças alfabetizadas são declaradas brancas, enquanto apenas 50% são pretas e pardas. A pandemia de Covid-19 agravou essa disparidade, pois crianças brancas tiveram maior acesso e melhores condições de participação no ensino remoto.

Destaques Municipais

Nove municípios de Rondônia alcançaram mais de 75% de alunos alfabetizados. Itapuã do Oeste se destacou com 98,8%, seguido por Primavera de Rondônia (86,1%), Espigão D’Oeste (85,3%), Rio Crespo (83,8%) e Ji-Paraná (81,8%). Apenas quatro municípios ficaram abaixo de 50% de alfabetização: Alvorada Do Oeste (29,2%), Vale do Anari (37%), Guajará-Mirim (41,8%) e Buritis (49,8%).

O MEC define alfabetização como o desenvolvimento de habilidades de leitura, escrita e interpretação de textos, incluindo o reconhecimento de letras e palavras, compreensão de textos simples, escrita legível e produção de textos curtos.

Compromisso

Lançado em 2023, o programa tem o objetivo de garantir que todas as crianças do 2º ano do ensino fundamental saibam ler e escrever. Inclui uma nova ferramenta de avaliação integrada ao Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) para monitorar a situação de cada rede de ensino. Em Rondônia, o programa contou com a adesão de 100% dos municípios e um investimento de R$ 18 milhões.

Iniciativas

Além da avaliação, o programa envolve políticas de alfabetização, comitês estratégicos, formação de professores e gestores, e melhorias na infraestrutura escolar. Rondônia recebeu R$ 1,3 milhão para a criação de 370 Cantinhos da Leitura e R$ 1,5 milhão para materiais complementares de apoio à alfabetização.

Portal SGC


spot_img


Pular para a barra de ferramentas