Rondônia,  às 07:24:45- Email: [email protected] - Telefone: 69 9 9284-5099.




Sarau Virtual tem mais de 2 mil visualizações no primeiro dia



Show, show, show! Não há palavras que descrevam melhor o ‘Sarau Virtual: Arte e Cultura em Tempos de Pandemia’, evento que está sendo realizado pela Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Superintendência de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com a Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP).

Na quarta-feira (8), no primeiro dia do Sarau Virtual no Youtube, plataforma utilizada para a visualização das apresentações, mais de 500 pessoas se inscreveram no canal de formação continuada da Semed e foram registradas mais de 2,3 mil visualizações das 24 apresentações, além de artistas que participaram ao vivo e de forma voluntária.

A primeira noite do Sarau Virtual foi dedicada aos trabalhos da Educação Infantil, com 24 apresentações, divididas em três blocos: linguagem literária/teatro (1º Bloco), linguagem artes visuais: pinturas, desenhos, modelagens, esculturas e releituras (2º Bloco) e linguagem música e dança (3º bloco).

Entre um bloco e outro, o Sarau Virtual contou com as apresentações do professor e artista Carlos Reis, falando de algumas de suas obras infantis, da artista Dani Oliveira, do Fada Inad, com um pouco de arte literária e do mágico Zetah, com o incrível número das bolinhas mágicas.

De acordo com a coordenadora de Cultura Escolar da Semed, Karine Alves Teixeira Crisoni, nesta quinta-feira (9), a programação contempla as 24 apresentações das escolas com Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, também dividas em três blocos de diferentes expressões culturais, além da participação de artista locais nos intervalos dos blocos, com a presença especial do professor de música e saxofonista da Fundação Cultural de Ji-Paraná (FCJP), Edmilson Almeida Costa.

“A gente percebe que, mesmo com a pandemia e todos os desafios advindos com a Covid-19, a educação tem se reinventado e a arte potencializada, o que nos mostra que todos os espaços, mesmo o virtual, são propícios à aprendizagem. As produções que foram enviadas pelas nossas escolas demonstram essa sintonia entre as escolas e as famílias, sempre mediada com total esmero pelos nossos professores”, comemorou Karine.

Matéria e fotos: Cristian Menezes


+ Notícias