domingo, 16 de janeiro de 2022, às 14:51:20- Email: [email protected] - Telefone: 69 9 9284-5099.




Saúde de Guajará-Mirim pode perder R$ 1 milhão

O município de Guajará-Mirim, que atravessa crise estrutural na saúde, pode perder uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão porque a Câmara de Vereadores ainda não aprovou o projeto encaminhado pelo Executivo Municipal. A equipe técnica da prefeitura concluiu o projeto com o plano de trabalho e a explanação do Crédito Adicional Financeiro, mas os vereadores estão em recesso e não atendem à convocação para a sessão extraordinária.

Com os recursos serão adquiridos uma ambulância, um ônibus para o transporte de pacientes e pagamento de gratificações aos servidores da saúde que estão com sobrecarga de trabalho. Os recursos são de emenda parlamentar e já estão na conta da prefeitura tendo prazos para serem utilizados.

Nas convocações anteriores, a Câmara Municipal não pode realizar a sessão para apreciar e votar a Lei porque não deu quórum. Até o momento, dos 13 vereadores existentes no município, apenas quatro se dispuseram a participar da sessão extraordinária, sendo: Alexandre Melo, Augustinho, Pastor João Vanderlei e Robertinho. Para ser aprovada a Lei é preciso a presença da maioria simples, pelo menos sete vereadores.


O Diário da Amazônia divulgou no último domingo (26) que uma médica, que trabalha no Hospital Regional Perpétuo Socorro em Guajará-Mirim (RO), registrou um Boletim de Ocorrência devido a falta de profissionais e de materiais para procedimentos médicos básicos. Para o vereador Alexandre Melo, a saúde pública do município está desestruturada e esse recurso de R$ 1 milhão deve amenizar parte dos problemas.

Diário da Amazônia


spot_img

Mais notícias +

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com